sexta-feira, 31 de março de 2017

Sarau Histórias Que A Rua Conta

A Central Única das Favelas de Cascavel, tem implementado varias ações culturais na cidade e ambas com o objetivo identificar novos atores locais e disponibilizar espaço para que estes possam expressões culturalmente seus talentos. No mês de Março (2017) deu inicio ao Sarau Marginal HistóriasQue A Rua Conta. Os encontros são realizados duas vezes no mês e sempre na segunda e ultima sexta feira do mês na Praça da Bíblia Região Central de Cascavel. 
O Projeto idealizado pelo produtor cultural e coordenador da Cufa Cascavel Andy e visa dar voz aos poetas e poetisas da cidade, "tirar a poesia das estantes da biblioteca" e levar para a praça, para que todos possam ter acesso. Sempre iniciando as falas entoando o coro: "Se o coração está armado à mensagem desmonta; Sarau Marginal Histórias Que A Rua Conta!". As poesias declamadas podem também ser acompanhadas nas postagens no canal do YouTube: Sarau Marginal Cvel






E-mail: contato.cufaparana@gmail.com

Grafite resgata e valoriza criatividade dos estudantes

A Central Única das Favelas do Paraná, desde sua chegada ao estado tem propagado á cultura, o desporto, o empreendedorismo social e outras práticas inovadoras de transformação social. Nos doze anos de atuação se instalou em treze cidades paranaenses e passou atendendo aproximadamente vinte cinco cidades, adquirir bagagem de ensino, mas sempre busca novas oportunidades que transformem ainda mais as vidas dos adolescentes e jovens moradores de favela. Nos últimos anos a organização vem se destacando na arte do graffiti, uma das expressões culturais urbana mais utilizada entre os adolescentes e jovens. 
Pensado na pulverização desta cultura entre as camadas segregadas, a Cufa tem disponibilizado para interessados iniciantes ou não, que queiram aprender ou desenvolver seu conhecimento na arte, oportunidades. E, nas escolas, cada vez mais ganha espaço e simpatizantes, em Tupãssi, Oeste do Estado do Paraná não foi diferente, os professores do Colégio Vinicius de Moraes, sobre á coordenação do professor Isaac Souza de Jesus (grafiteiro), juntamente com galerinha bonita alegre e cheia de perguntas, os alunos, sobre graffiti e suas múltiplas técnicas de trabalho e excussão, tiveram a oportunidade aprenderam na praticar juntos, mas também aprenderam que o graffiti é praticado de forma consciente no que desrespeita o meio ambiente e social. 
Apoio: Loja Peregrino e Iscool Brugers.



E-mail: contato.cufaparana@gmail.com

quarta-feira, 8 de março de 2017

Iª Encontro Mulheres de Luta - Tupãssi

No dia 07/03, ocorreu no município de Tupãssi/Pr com o objetivo de sensibilizar para as questões que envolvem a mulher e seus desafios na sociedade: trabalho, família, maternidade, saúde, educação e direitos humanos e sociais e celebrar coletivamente o Dia da Mulher junto à Comunidade, a partir de atividades culturais e pedagógicas. A realização foi possível mediante a parceria com a Prefeitura do Município de Tupãssi: Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Educação e Secretaria de Cultura, aos quais agradecemos, estendendo nossa gratidão pela participação interativa das mulheres e demais público presentes. 
Mulheres de Luta é a expressão que encontramos para compreender a luta e resistência das mulheres para serem livres. “Que nada nos defina, que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância, já que viver e ser livre.” Simone de Beauvoir. Esta é a nossa homenagem às mulheres, admiração, respeito e gratidão, a quem gera vida e, com sua força, delicadeza e sabedoria, tem transformado este mundo. Parabéns, mulheres! 








E-mail: contato.cufaparana@gmail.com


terça-feira, 7 de março de 2017

FINAIS DA TAÇA DAS FAVELAS RIO 2017

No próximo sábado (11/03), acontecem as grandes finais da Taça das Favelas Rio, o maior campeonato com equipes de favelas do Brasil. Os jogos (feminino e masculino) acontecerão no estádio do Moça Bonita, em Bangu, a partir das 08h30. 
Essa edição da Taça das Favelas Rio começou em setembro com as eliminatórias, quando mais de 200 favelas jogaram para conseguir participar do torneio. No dia 7 de janeiro começou a série A, quando as 84 equipes classificadas começaram a disputa para conseguir jogar as quartas-de-finais. Jardim Bangu e Vila Aliança (pelo masculino), e Corte Oito e Comp. Coréia (pelo feminino) chegam à grande final após fazerem excelente campanhas. Em primeira participação na Taça da Favelas, a seleção de jardim Bangu surpreendeu e conseguiu se classificar para final após vencer todas as partidas da competição. Com um ataque poderoso em um meio de campos participativo. Jardim Bangu promete continuar surpreendendo.

A seleção de Vila Aliança se classificou após uma primeira fase conturbada, com um empate no primeiro jogo, uma vitória por WO e uma goleada de 17 a 0. As dúvidas sobre a equipe acabaram quando Vila Aliança venceu o COHAB Realengo na quarta-de-final e o Comp. Muquiço (vice-campeão de 2016) na semifinal. Vila Aliança já disputou uma final da Taça das Favelas, em 2015, e vai batalhar para levar o troféu esse ano.
Pela final feminina, Corte Oito está invicta na competição e jogará a segunda final consecutiva da Taça das Favelas. Em 2016 a seleção foi a grande vencedora. Complexo da Coréia foi chegando aos poucos. Na primeira partida da competição perdeu para o Morro São João, depois conseguiu uma classificação histórica contra a seleção de Barata para a segunda fase. Após vencer Jardim Bom Retiro e Cidade de Deus, o time se classificou para a grande final. 
A retirada de ingressos começa hoje (07/03), no Espaço CUFA (Rua Francisco Batista, 02. Madureira). Os atletas e comissões técnicas que participaram e/ou participarão da Taça das Favelas devem procurar suas lideranças para pegar seus ingressos.
Convidem todos os seus amigos para essa grande festa! Serão as maiores finais da história das Taça das Favelas. Linkhttps://www.facebook.com/events/729417930553509/
FINAL 2017
Data: 11/03/2017
Local: Estádio Moça Bonita (Rua Sul América, 950. Bangu)
Horário: 08h30

quarta-feira, 1 de março de 2017

Projeto Educando com Amor

Inicio de ano é sempre aquela correria para comprar os materiais escolares e nem sempre é possível comprar toda lista (necessária) exigida. Encurta daqui e dali nos recursos familiar para destinar parte dessa economia aos materiais, pesando nesta realidade brasileira, a Central Única das Favelas de Curitiba - Usina de Ideias, criou o Projeto Educando com Amor. A ação iniciou na festa de Natal no enceramento anual das atividades da Cufa no Parolin e as famílias e convidados que puderam contribuíram com cadernos, lápis, canetas e outros, nos ajudaram. Deste modo, o objetivo do projeto é auxiliar as famílias nas listas de matérias e paralelo às doações surgiu à ideia de obter uma sala para reforço escolar na comunidade. Nesta primeira ação oficial foram vários materiais distribuídos á famílias em quantos (4) CMEIs da região do Parolin. A generosidade das pessoas ultrapassou a meta estabelecida pela equipe Educando com Amor e as sobras foram repassadas para mais dez (10) crianças da comunidade que estudam no Doracy, Cezarino e Guaira. “Com um simples gesto, você, eu, nós, podemos contribuir com o aprendizado das nossas crianças e além com a alegria podemos garantir o futuro de um médico, advogado, professor, antropólogo, sociólogo e outros, pois é entre estas crianças que estão estes profissionais, comenta Andreia. Coord. Cufa Parolin”. Agradecemos aos doadores, parceiros e solicitamos às pessoas que queiram doar, em qualquer quantidade, por favor, entrar em contato o quanto antes com a coordenação da Cufa, pois nossa campanha 2018 já iniciou.




Contato:
jose.cufaparana@gmail.com

Encontro da Cufa com os gestores públicos

No dia 9 de Fevereiro de 2017.
A Central Única das Favelas do Paraná foi convidada á expor seus trabalhos no município de Toledo aos novos gestores públicos, prefeito, vereadores, secretários e outros. Na ocasião parte da nossa equipe local que é composta em sua maioria por jovens negros moradores de favela apresentaram as ações desenvolvidas. Destacamos aos ouvintes que em sua maioria os projetos têm como foco principal atividades voltadas ás crianças e adolescentes. Utilizando-se da pedagogia sócio-inclusiva, tal elaboração se faz mediante os indicadores negativos (violência sexual física e verbal contra criança e adolescente, situação de vulnerabilidade, abando pelos responsáveis e uso e abuso de substâncias psicoativas). Além, do desenvolvimento social, educacionais, artísticos, culturais, desportivos, saúde e cidadania, buscamos fortalecer o empreendedorismo por meio de ações e parceiros, com objetivo o desenvolvimento da cidadania e a melhoria da qualidade de vida. Reforçamos que não a como trabalhar sozinho e como diz o ditado: uma andorinha sozinha não faz verão. Dente modo, buscamos a auxiliar as favelas, por meio de parcerias publica e privadas, criando e executando políticas sociais com fins empreendedores para os moradores de favela.


Contato:
jose.cufaparana@gmail.com